gestão hospitalar

Gestão hospitalar: importância e papel na área da saúde

A gestão hospitalar deve ser corretamente alocada nos hospitais para gerar otimização nos processos. Gerentes e administradores hospitalares são os principais agentes para o sucesso de qualquer instituição de saúde. 

Independentemente da hora do dia, os médicos e a equipe do hospital precisam estar preparados para qualquer coisa – desde o tratamento de doenças potencialmente fatais, resfriado comum até o auxílio em situações de emergência de risco de morte.

Todos os departamentos, equipe e equipamentos precisam estar sintonizados, integrados, em pleno funcionamento para que tudo saia dentro do planejado e o hospital possa cumprir o seu papel de salvar vidas.

Mudanças na gestão hospitalar

Há alguns anos, os gerentes de hospitais orientados para negócios concentraram-se principalmente na aquisição de tecnologia de ponta e na contratação de consultores médicos qualificados, com concentração limitada no modelo de prestação de serviços de atendimento ao paciente e no desenvolvimento de processos exclusivos de atendimento. 

O atendimento e a qualidade do paciente dependia inteiramente dos consultores médicos, pois os gerentes do hospital não tinham um conhecimento sólido sobre o sistema de saúde.

Com uma rápida transformação no sistema de saúde e uma necessidade crescente de cuidados de saúde de qualidade, os gestores de hospital estão agora combinando a experiência empresarial com uma compreensão do sistema de saúde para aumentar a eficácia da prestação de cuidados de saúde, com o objetivo de trazer mais satisfação ao paciente. Assim, a gestão hospitalar evoluiu ao longo dos anos e começou a apresentar uma contribuição importante para a sociedade e os pacientes.

A maioria dos hospitais com tecnologia de ponta enfrenta desafios financeiros devido ao crescente custo da prestação de serviços de saúde. Há um aumento contínuo nas despesas de um hospital com relação ao custo de novos equipamentos médicos, materiais, manutenção, custo de aquisição, salário do quadro de funcionários, etc.

Com a competição acirrada estimulada pelo aumento da quantidade das instituições de saúde, os hospitais estão adotando novos modelos de serviços de atendimento ao paciente. 

Algumas das inovações mais importantes não são tecnológicas – elas estão estruturadas na maneira como organizamos a prestação de serviços. Os gerentes de hospitais desempenham um papel crucial na simplificação de vários processos e na viabilização de um serviço de saúde financeiramente viável.

Papel da gestão hospitalar

Hospitais são sistemas multifacetados, onde existem centenas de operações acontecendo ao mesmo tempo, portanto cada detalhe é essencial para garantir a eficiência em cada etapa em todos os processos envolvidos em todos os departamentos. 

Para lidar com questões de negócios, como desenvolvimento de políticas e conformidade, os hospitais precisam de um gerenciamento de alto nível para ajudá-los a operar com eficiência. 

Confira também nosso artigo sobre rastreabilidade e localização de ativos.

É por isso que a gestão hospitalar é tão importante, não só para os pacientes, mas também para os profissionais médicos e para o sistema de saúde como um todo. Confira os principais papéis da gestão hospitalar.

Políticas e boas práticas

O papel da gestão hospitalar é estabelecer e enquadrar políticas, comunicando-as a toda equipe e ajudando-a a implementá-la no hospital.

Coordenação das operações

Também tem a função de melhorar as operações do dia a dia, como gerenciamento de recursos humanos, alocação de orçamentos e outros recursos financeiros, gerenciamento de materiais e participação ativa na seleção de fornecedores e implementação do sistema de TI.

Coordenação de funcionários

Coordenar bem todos os interessados e envolvidos (médicos, enfermeiros, paramédicos, administradores, técnicos, farmacêuticos, equipe de TI, equipe de limpeza e outros profissionais) e atender às suas necessidades específicas com foco geral no atendimento ao paciente é pré-requisito para qualquer gestão hospitalar. 

Os funcionários são os maiores ativos em qualquer instituição e, portanto, motivá-los e incentivá-los também ajuda a melhorar a eficiência da empresa.

Revisão tarifária

Outro ponto é projetar a estrutura e pacotes tarifários apropriados para vários serviços em consenso com os encarregados e realizar a revisão da tarifa conforme for necessário.

Avaliação de melhorias

Importante também compreender e identificar áreas de melhoria no fluxo de pacientes, qualidade de atendimento e vários processos, todos inclinados a um modelo centrado no paciente.

Normas hospitalares

A gestão hospitalar também visa atender às normas hospitalares e aos padrões de qualidade exigidos para o credenciamento da NABH e da JCI.

Marketing estratégico

O marketing também deve agregar valor à gestão hospitalar. Isso pode ser feito através da divulgação dos serviços, fazendo com que a instituição consiga alcançar mais pessoas e estabelecer uma aproximação entre aqueles que buscam prestadores de serviços de saúde e aqueles que prestam serviços de saúde. 

Planejamento de projetos

Uma outra função importante é administrar o planejamento de outros projetos do hospital como, por exemplo, uma expansão do hospital ou até mesmo a aquisição de novas tecnologias e equipamentos, além de realizar o planejamento financeiro. 

Conclusão

Nesse sentido, os gerentes devem garantir que todas as operações em todo o hospital estejam funcionando corretamente, desde horários de cirurgias, fluxo de pacientes, atualizações de registros e confidencialidade, gerenciamento de resíduos, manutenção e configuração de equipamentos, dentre outros.

A gestão hospitalar desempenha um papel crucial na implementação de metodologias inovadoras, impactando assim a experiência do paciente de forma positiva e garantindo uma instituição de saúde bem sucedida e rentável.

Leia também nossos conteúdos sobre:

Fontes:
Importance of Hospital Management – Technecon Healthcare
Hospital Management – Helthcare Business & Technology

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *