Como armazenar medicamentos na câmara de vacina?

Já sabemos que as vacinas devem ser corretamente armazenadas para aplicação. Para garantir isso é necessário contar com uma câmara de vacina eficiente para essa armazenagem e evitar desperdício e perda de imunizantes, como já aconteceu em algumas partes do Brasil.

Os medicamentos são essenciais para proteger a saúde da população e prevenir o aparecimento de doenças. Não é a toa que tomamos vacinas desde os primeiros meses de vida e isso é continuado ao longo de toda vida.

Além das vacinas que já costumamos tomar e conhecer, existem aquelas que vão surgindo de acordo com novas doenças. Esse é o caso das vacinas para Covid-19, que estão com força total. Se essas vacinas, tão importantes e esperadas por todos, forem mal acondicionadas ou estarem expostas a oscilações de temperatura, elas podem estragar ou causar efeitos adversos nos pacientes.

Portanto, é fundamental que os profissionais de saúde tenham pleno conhecimento da correta armazenagem e contem com equipamentos adequados para tal função, como é o caso da câmara de vacina. 

Leia também nosso artigo sobre correta conservação de vacinas

O que é a Rede Frio do PNI? 

Como as vacinas são consideradas medicamentos imunológicos termolábeis, ou seja, que são sensíveis as diferenças de temperatura, elas requerem cuidados específicos e especiais para sua preservação. 

Pensando nisso, foi criado um regulamento chamado Rede de Frio, que é um sistema do PNI (Programa Nacional de Imunização) responsável por essa regulamentação dos processos envolvidos na cadeia de frio. 

E quais são esses processos? 

A manutenção em baixas temperaturas, a garantia da qualidade, eficácia e segurança dos produtos imunobiológicos seja dentro do laboratório, no hospital ou ainda no transporte de um lugar ao outro até ser administrado ao paciente. 

Esse sistema e regulamento orienta os profissionais da área sobre o transporte, recebimento, armazenamento, conservação, distribuição e manipulação. 

Exigências da Rede de Frio 

Na instância local, ocorre o processo operacional de vacinação nas unidades da Rede de Atenção Básica de Saúde e hospitais, que devem contar com uma sala de vacinação. O armazenamento das vacinas nessas salas deve ser feito em câmara de vacina ou outros equipamentos de refrigeração apropriados e em condições adequadas: 

  • Os equipamentos de refrigeração devem ter volume suficiente para um mês de armazenamento;  
  • As salas de vacinação devem ser climatizadas;  
  • As condições de armazenamento devem estar de acordo com as especificações do laboratório produtor, segundo seu tipo, composição, forma farmacêutica e apresentação;  
  • Na sala de vacinação, os imunobiológicos são armazenados em temperaturas positivas que variam de +2°C a +8°C;  
  • Os equipamentos de armazenamento devem ser de uso exclusivo dos imunobiológicos;  
  • A temperatura deve ser diariamente aferida, no início e no fim do dia, através de um termômetro calibrado e de um conjunto de operações padronizadas;  
  • Refrigeradores de uso doméstico não são indicados para o armazenamento de imunobiológicos;  
  • O sistema de refrigeração deve possui alarme para indicar temperaturas fora da faixa de armazenamento dos imunobiológicos;  
  • O equipamento de refrigeração deve ficar longe da radiação solar;  
  • A porta do aparelho de refrigeração deve ficar constantemente fechada;  
  • As vacinas devem ficar sempre nas prateleiras centrais e nunca nas inferiores e na porta.  
  • Na apresentação multidose, deve ser observada a data de validade após a abertura do frasco, preconizada na bula. 

Dúvidas frequentes sobre vacinas 

A vacina pode ser congelada? 

Alguns tipos de vacinas não devem ser congelados, pois perdem sua potência e imunização em caráter permanente. Alguns exemplos são as vacinas inativadas e as que contêm derivados de hidróxido de alumínio. Nesse caso, elas deverão ser descartadas após congelamento. As vacinas contra covid recebem a mesma orientação de serem descartadas caso sejam congeladas. 

O que fazer se a câmara de vacina para de funcionar? 

Quando alguma vacina for submetida à mudança de temperatura, principalmente mais elevada do que foi estabelecida para sua conservação é necessário encaminhá-las para laboratórios especializados para verificação de sua estabilidade. Porém, nesses casos abaixo elas devem ser imediatamente descartadas:

  • Frascos abertos;
  • Exposição anteriores à variação de temperatura;
  • Exposição igual ou acima de 25°C por mais de 24h;
  • Validade do lote inferior a 6 meses.

Se tiver outras dúvidas, leia essas matérias abaixo:

Caso esteja precisando de câmara de vacina, acesse aqui e confira nossas opções. Qualquer dúvida entre em contato!

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *