Posts

A vacinação é segura? Existem efeitos colaterais?

A vacinação é segura e os efeitos colaterais da vacina são geralmente menores e temporários, como dor no braço ou febre baixa. Efeitos colaterais mais graves são possíveis, mas extremamente raros.

Qualquer vacina licenciada é rigorosamente testada em várias fases de testes antes de ser aprovada para uso e regularmente reavaliada assim que é introduzida. Os cientistas também monitoram constantemente as informações de várias fontes em busca de qualquer sinal de que uma vacina possa causar riscos à saúde.

Lembre-se de que é muito mais provável que você sofra lesões graves por uma doença evitável por vacina do que por uma vacina. Por exemplo, o tétano pode causar dor extrema, espasmos musculares (travamento) e coágulos sanguíneos, o sarampo pode causar encefalite (uma infecção do cérebro) e cegueira. Muitas doenças evitáveis ​​por vacinas podem até resultar em morte. Os benefícios da vacinação superam em muito os riscos, e muito mais doenças e mortes ocorreriam sem vacinas.

Existem efeitos colaterais das vacinas de modo geral? 

Como qualquer medicamento, as vacinas podem causar efeitos colaterais leves, como febre baixa ou dor ou vermelhidão no local da injeção. As reações leves desaparecem por conta própria em poucos dias.

Os efeitos colaterais graves ou de longa duração são extremamente raros. As vacinas são monitoradas continuamente para segurança, para detectar eventos adversos raros.

Quais os efeitos colaterais da vacina contra o Covid-19? 

Vermelhidão, inchaço ou dor ao redor do local da injeção, bem como fadiga, febre, dor de cabeça e dores nos membros também não são incomuns nos primeiros três dias após a vacinação.

Estas reações são normais e geralmente suaves e diminuem após alguns dias. Mostram, na verdade, que a vacina é eficaz, pois estimula o sistema imunológico, e o organismo produz anticorpos contra uma infecção “simulada” pela vacinação. Essas reações, típicas de vacinação, foram relatadas após a aplicação dos imunizantes da BioNTech-Pfizer, Moderna, AstraZeneca (Oxford) e Sputnik V. Todas estas estão em uso em várias partes do mundo.

Além das reações típicas da vacinação, houve também casos individuais de efeitos colaterais às vezes graves após a vacinação. Entre eles estão choques alérgicos, que foram relatados em detalhes pelos desenvolvedores. Mas ainda se tratam de casos isolados.

Uma criança pode receber mais de uma vacina por vez? 

A evidência científica mostra que administrar várias vacinas ao mesmo tempo não tem efeito negativo. As crianças são expostas a várias centenas de substâncias estranhas que desencadeiam uma resposta imunológica todos os dias. O simples ato de comer alimentos introduz novos germes no corpo e numerosas bactérias vivem na boca e no nariz.

Quando uma vacinação combinada é possível (por exemplo, para difteria, coqueluche e tétano), isso significa menos injeções e reduz o desconforto para a criança. Também significa que seu filho está recebendo a vacina certa na hora certa, para evitar o risco de contrair uma doença potencialmente mortal.

Quais os componentes de uma vacina? 

Todos os ingredientes de uma vacina desempenham um papel importante para garantir que ela seja segura e eficaz. Alguns deles incluem:

  • O antígeno. Esta é uma forma morta ou enfraquecida de um vírus ou bactéria, que treina nosso corpo para reconhecer e lutar contra a doença se a encontrarmos no futuro.
  • Adjuvantes, que ajudam a aumentar nossa resposta imunológica. Isso significa que eles ajudam as vacinas a funcionar melhor.
  • Conservantes, que garantem que a vacina permaneça eficaz.
  • Estabilizadores, que protegem a vacina durante o armazenamento e transporte.

Os ingredientes da vacina podem parecer desconhecidos quando listados no rótulo. No entanto, muitos dos componentes usados nas vacinas ocorrem naturalmente no corpo, no meio ambiente e nos alimentos que comemos. Todos os ingredientes das vacinas – bem como as próprias vacinas – são exaustivamente testados e monitorados para garantir que sejam seguras.

Conheça o I-Vigilant para monitoramento de temperatura de vacinas.

Fontes:

Organização Mundial da Saúde

https://bit.ly/2XPy1aR

Uol

https://bit.ly/38G1mKP

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos